fechar

MSN Repórter

O Vooz quer escrever notícias para você e por isso abriu o canal Repórter Vooz onde você entra em contato diretamente com nossa equipe por MSN e participa do Vooz.

  • Sugira assuntos e enquetes;
  • Envie matérias;
  • Complemente com informações, fotos ou vídeos;
  • Tire dúvidas;
  • Tenha seu nome na equipe do Vooz e ganhe visibilidade no mercado;

msn@vooz.com.br


Médico indiciado por ofensa racista diz que caso foi "mal entendido"

Publicado em 04/05/2012 às 22h38
Suspeito de ter proferido ofensas racistas contra uma atendente de cinema, o médico Heverton Octacílio de Campos Menezes afirmou nesta sexta-feira (4) que a situação foi um “lamentável episódio e mal entendido”. A declaração foi dada após Menezes prestar depoimento na 5ª Delegacia de Polícia. Na quarta (2), ele foi indiciado por injúria discriminatória.

O médico afirmou ter disse que trabalhou em missão medica na África durante um ano. "Ainda me tranquiliza declarar que tenho colaboradores e pacientes afrodescendentes, aos quais tenho dado grande parte da minha vida profissional, concedendo a eles o melhor do saber, da prática, carinho e dedicação médica."

Menezes também divulgou uma carta onde pede desculpas a comunidade brasiliense pelo ocorrido. Na carta, ele pede desculpas especialmente a atendente do cinema e diz que é um “médico dedicado integralmente à assistência de todas as nacionalidades e classes sociais”.

O médico teria tentado furar a fila do cinema no domingo (29), alegando estar atrasado para a sessão, mas foi impedido pela funcionária.

Imagem: DivulgarClique para ampliarO médico Heverton Octacílio Menezes, indiciado por injúria discriminatória(Imagem:Divulgar)O médico Heverton Octacílio Menezes, indiciado por injúria discriminatória
“Aí [ele] já disse que eu era muito grossa que era por isso que eu tinha essa cor, que eu estava no lugar errado, que ali não era meu lugar, que eu não devia estar lidando com gente, devia estar lidando com animal. E disse também que eu não deveria estar morando aqui, que eu deveria estar morando na África, cuidando de orangotangos”, relatou a atendente Marina Serafim dos Reis, de 25 anos.

Após os insultos, clientes e funcionários do estabelecimento comercial chamaram os seguranças, mas o médico conseguiu fugir. Ele foi identificado com auxílio das imagens das câmeras de segurança do shopping.

De acordo com o chefe da 5ª Delegacia de Polícia, delegado Marco Antônio de Almeida, Menezes foi indiciado porque não há dúvidas de que o crime foi cometido.

“Ele foi intimado e vai prestar depoimento na sexta-feira (4), às 14h. Nós temos o relato da vítima e de duas testemunhas que não conhecem nem a vítima nem o suspeito que comprovam que a injúria ocorreu. O que queremos saber agora é a versão dele sobre os fatos”, explicou Almeida.

Fonte: G1

Edição: Cida Cardoso

Contato: redacao@vooz.com.br

Keywords: Cinema, médico, atendente, estar, indiciado, injuria, menezes


O que você achou dessa notícia?

Avalie aqui:

Média de avaliações

0 votos
Deixe seu comentário pelo facebook:
Deixe seu comentário pelo facebook
Deixe seu comentário: Deixe seu comentário

O comentario não pode ser vazio.


O nome não pode ser vazio.


O email não pode ser vazio.

O Estado não pode ser vazio.

A cidade não pode ser vazia.
Envie essa notícia para um amigo:
Envie essa notícia para um amigo


Exemplo: nome@example.com. Para enviar para mais de uma pessoa, separe os endereços por vírgulas

Informe o seu nome

Informe o seu endereço de e-mail

O comentario não pode ser vazio.
Comunicar erro na notícia:
Comunicar erro na notícia


Informe o seu nome

O email não pode ser vazio.

Descreva o que há de errado com esta notícia